sexta-feira, 6 de novembro de 2009

A noite de Beyoncé em Berlim

A cantora norte-americana Beyoncé foi a grande vencedora da 16ª edição dos Prémios Europeus de Música da MTV, em Berlim, numa noite de glória partilhada com os U2.

Beyoncé foi eleita a melhor artista feminina e venceu os prémios de melhor canção ("Halo") e melhor vídeo ("Single Ladies").

Os Kings os Leon, nomeados em cinco categorias, não venceram nada e Lady Gaga, com outras tantas nomeações, quedou-se pelo prémio de artista revelação.

Os U2, que momentos antes tinham actuado junto às portas de Brandemburgo, foram os primeiros distinguidos da noite ao receberem o prémio de melhor banda ao vivo.

Com mais de trinta anos de carreira, a banda irlandesa levou a melhor numa categoria na qual estavam também nomeados Beyoncé, Kings of Leon, Lady Gaga e Green Day.

O guitarrista The Edge recordou que foi em Berlim que os U2 gravaram há vinte anos o álbum "Achtung Baby", um dos maiores êxitos, e Bono sublinhou que é ao vivo que a banda faz sentido.

Os norte-americanos Green Day, que abriram a cerimónia entre lança-chamas, foram eleitos o melhor grupo rock.

Com Nova Iorque em fundo, o rapper Jay-z levou para casa o prémio de melhor artista "Urban".

O rapper norte-americano Eminem continua a ser o artista mais premiado em todas as 16 edições dos Prémios Europeus de Música da MTV, com oito galardões, aos quais se juntou este noite o de "melhor artista maculino".

Os Placebo receberam o prémio de melhor banda alternativa.

Quem não passou despercebido foi a banda alemã Tokio Hotel, eleita pelo público o melhor grupo desta edição, com a audiência dividida entre apupos e gritos histéricos.

A apresentação da 16/a edição dos Prémios Europeus de Música da MTV ficou por conta, pelo segundo ano consecutivo, da cantora norte-americana Katy Perry, numa cerimónia que decorreu num ambiente de cabaret e casino - no "Katy Kat Club" -, com roleta russa e piano de cauda.

O público que encheu o O2 World (semelhante ao Pavilhão Atlântico) esteve mais concentrado em assistir às actuações, por exemplo dos Foo Fighters e dos Green Day, do que corresponder aos pedidos de aplausos e gritos solicitados pela organização da cerimónia.

É que todo o espectáculo foi produzido em função da transmissão televisiva, em directo em todos os canais da cadeia televisiva MTV, com praticamente tudo controlado ao segundo.

O que não se vê na transmissão é a flutuação de público entre os espaços de actuações, as mudanças rápidas de instrumentos em palco, o corropio de vedetas e respectivos seguranças, a entrada e saída do recinto das centenas de convidados da cerimónia.

O momento de homenagem da noite ficou reservado para Michael Jackson, com a MTV a passar o microfone aos berlinenses para que cantassem (e dançassem) nas ruas de Berlim algumas canções do rei da pop, falecido a 25 de Junho.


Vejam um vídeo com um pequeno excerto da actuação dos U2 em frente das Portas de Brandemburgo na noite do dia 5 de Novembro.

3 comentários:

Joana Couto disse...

Olá,professor!
Bem em relação à Beyoncé não tenho muito para dizer porque não sou grande fã!

Em relação a mim, tenho-lhe a dizer qu moro de saudades da escola secundária, este mundo em que me encontro agora é completamente diferente! QUE SAUDADES!

Também tenho-lhe a dizer que utilizei os conhecimentos adquiridos na sua disciplin, Geografia C, para realizar um trabalho de uma disciplina,trabalho esse que falava da globalização e da americanização!

Bem,sem muito mais a dizer, vou dando notícias..

Um beijinho e muito sucesso para as suas aulas!

InesFaria disse...

Concordo 100% com as vitórias da Beyoncé, pois acho-a uma artista muito talentosa,com actuações e videos que se distinguem,portanto os prémios foram bem merecidos.

Quanto à apresentação dos Tokio Hotel,foi cheia de significados. Sendo eles da Alemanha Oriental,a música interpretada por eles foi sobre o tema da queda do muro de berlim,foi um dos pontos altos do evento para o público presente.

Quanto aos U2 tamb'em estiveram muito bem, são uma grande banda.

Avelina disse...

boa noite professor !
se a byonce tem hoje a carreira e estatuto que tem a deve ao seu pai , porque a uns anos ele deixou de trabalhar para acompanhar , ajudar e apoiar a 100% a sua carreira.

um abraço ruiDEcampos 11ºG