quinta-feira, 11 de março de 2010

Rui Veloso - Anel de Rubi

Voltamos à musica portuguesa, a Rui veloso e ao seu "Anel de Rubi", ao vivo. As letras da canção, de Carlos Tê, são muito bonitas e muito significativas para todos nós que já passamos pela adolescência e por grandes desilusões amorosas. Não se ama alguém que não ouve a mesma canção. A melodia é, igualmente, muito bonita. Às vezes, as canções mais simples são as que chegam mais depressa ao nosso coração!...



Fiquem com as letras da canção:

tu eras aquela
que eu mais queria
pra me dar algum conforto e companhia
era só contigo que eu sonhava andar pra todo o lado e até quem sabe talvez casar
ai o que eu passei só por te amar
a saliva que eu gastei para te mudar
mas ese teu mundo era mais forte do que eu e nem com a força da música ele se moveu.

mesmo sabendo que nao gostavas
empenhei o meu anel de rubi
para te levar ao concerto que havia do rivoli

e era só a ti que eu mais queria
ao meu lado no concerto nesse dia
juntos no escuro de mão dada a ouvir
aquela música maluca sempre a subir
mas tu não ficaste nem meia hora
não fizeste um esforco para gostar e foste embora
contigo aprendi uma grande lição
não se ama alguém que não ouve a mesma canção

mesmo sabendo que nao gostavas
empenhei o meu anel de rubi
para te levar ao concerto que havia do rivoli

foi nesse dia que percebi
nada mais por nós havia a fazer
a minha paixão por ti era um lume
que não tinha mais lenha
por onde arder

mesmo sabendo que não gostavas
empenhei o meu anel de rubi
para te levar ao concerto que havia do rivoli

Carlos Tê

2 comentários:

Cátia Cunha disse...

um clássico, sem dúvida. Ainda me lembro de ser pequenina e de o meu pai me cantar isto para eu adormecer - desde essa altura que adoro esta canção.
Rui Veloso, um dos melhores artistas nacionais, no seu melhor

cláudia disse...

um GRANDE artista, uma canção fantástica!