terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Alanis Morissette - Offer

Um videoclip com legendas em português (do Brasil) que dá que pensar. Por exemplo, nas prendas que temos todos os dias e nem vemos... e na felicidade que é ter amigos e família com quem compartilhar o nosso caminho. Arrepia... e dói muito ver estas imagens.

Aviso:
O vídeo contém algumas imagens que podem chocar pessoas mais sensíveis (mas é a realidade nua e crua).

7 comentários:

cristiana_alves disse...

Um vídeo tão triste, tão arrepiante, mas ao mesmo tempo, tão real.

Crescemos no meio de tanto conforto, no meio de tanto carinho, de tantos privilégios, que parece que por vezes nem chegamos a dar valor a isso.

Imensas crianças pelo mundo fora, vivem em completa miséria, crescem sem ter praticamente que comer, de beber, sem uma casa decente para morar, nem sequer uma cama para dormir.
Deve ser extremamente doloroso para os pais verem o seu filho a morrer á fome e não poderem ajudar, verem o seu filho vitima de uma doença e nada poderem fazer.

Que mundo é este em que vivemos em que uns têm tanto, e outros tão pouco?!?

Uns ganham milhões por hora, outros trabalham tanto, são completamente explorados para conseguirem trazer ao menos o pouco que conseguirem para comprar alimento.
Uns no luxo, com tanta roupa de marca, roupa que por vezes nem chegam a usar e outros a passar frio sem um trapo para vestir.

Habituámos-nos tanto ao nosso "mundinho" perfeito que nem lembramos, nem da-mos valor ao que temos !


" papa, mamã, quero dinheiro, preciso de umas sapatilhas" ,
" quero aquele telemóvel novo que saiu" ,
" anda lá, eu amei a camisola era mesmo linda " , é fácil viver deste jeito, queremos, pedimos, e temos, mas pelo mundo fora há crianças que querem mas não podem ter, podem pedir, mas ninguém lhes poderá dar.


O mundo não gira á nossa volta, e deveríamos estar mais atentos a outras realidade que não tem a sorte de serem tão coloridas como a nossa é.
São pessoas vitimas de problemas que não têm culpa de os ter, apenas tiveram o azar, o horrível azar mesmo de nascer no sitio errado, num mundo aparte, num mundo, onde a única realidade que conhecem é a miséria.


Cristiana Alves
12ºH

Cristiana Martins disse...

Este video é de facto triste.

Estamos habituados a ter tudo, casa, dinheiro, familia, amigos, etc, enquanto que algures no mundo há pessoas que não possuem essas coisas. pessoas que não têm onde dormir nem o que comer, crianças que não têm um carinho.

Compramos sapatilhas e roupas caras e de marca e nem nos lembramos que há pessoas e crianças no mundo que não têm o que calçar nem sequer o que vestir.

Não pensamos que algures no mundo há crianças a morrer à fome e com várias doenças.
É como se costuma dizer: "Uns com tanto, e outros com tão pouco."

Como a cristiana disse, estamos habituados ao nosso "mundinho" perfeito, que nao nos lembramos que há milhares de pessoas a morrer a fome e sem ter quaisquer condições de vida, e não da-mos valor ao que temos.

Cristiana Martins, 12ºH

Cátia Cunha disse...

Ao ver imagens como estas, é impossível não nos sentirmos culpados pelo conforto que exigimos, ao passo que outros sobrevivem com tão menos...

MárciaFilipa disse...

Este vídeo caracteriza muito bem a situação que os países desenvolvidos estão a viver.
Tal como já foi estudado, os países do sul são aqueles que por mais dificuldades passam, e muitas vezes são ajudados pelas metrópoles pois, grande parte desses países pertencentes à zona sul foram antigas colónias e hoje em dia,muitos deles são independentes mas continuam em conflitos armados e constantes guerras cívis, causadas pela definição dos territórios e também pelas diferentes etnias que compõe esses países.
Como já foi referido nos comentários das colegas, nós somos uns privilegiados.
E se realmente temos boas condições de vida, penso que ajudar o outro devia ser algo que nós poderiamos começar a pensar e mais tarde a fazer.
Com a crise que se generalizou e falando concretamente no nosso país, as previsões das entidades responsáveis pela governação de Portugal, dizem que a taxa de desemprego irá aumentar ainda mais este ano, que por conseguinte irá levar ao aumento da pobreza e da exclusão social.
Portanto, os mendigos irão aumentar, daí que nós podemos contribuir com alimentos ou roupas que já não usemos para ajudarmos estas pessoas, afinal não nos faz falta e não irá ser por uma embalagem de arroz que vá fazer grande diferença.
Sobre o tenda que colocaram ontem em Lisboa e que irá permanecer até sabado, eu penso que essa situação é um sinal de hipocrisia por parte da Câmara de Lisboa, porque como estamos num ano de eleições, as entidades responsáveis estão a aproveitar-se para fazerem propaganda. É apenas a minha opinião.

Mara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mara disse...

Concordando com tudo anteriormente dito pelas minhas colegas , queria apenas salientar e acrescentar neste ponto do discurso da Márcia :

"os mendigos irão aumentar, daí que nós podemos contribuir com alimentos ou roupas que já não usemos para ajudarmos estas pessoas, afinal não nos faz falta e não irá ser por uma embalagem de arroz que vá fazer grande diferença."

Sim os mendigos irão aumentar, mas não será que se realmente a crise se aprofundar nas nossas vidas nós também ñão iremos sofrer com isso?!E o saco de arroz que a Márcia referiu não nos irá fazer falta ?
Como costumam dizer prognósticos só no final do jogo... e isto ainda está só no principio, falar no amanhã referindo no ajudar os outros é bonito e gratificante enquanto se pode, mas nunca se saberá se esse "outro" não seremos nós!

ClaudiaSilva disse...

Depois de visionar este video, parei um pouco para pensar antes de comentar alguma coisa. Conclui que:
Eu sou feliz,
Eu tenho uma boa família,
Eu tenho bons amigos,
Eu tenho saude,
Eu tenho regalias,
Eu tenho o que preciso e o que nao preciso...
EU TENHO.
E eles? Não têm nada, ou melhor,
têm fome,
têm tristeza,
têm probreza,
têm frio,
têm aquilo que não merecem.

Todos nós "os favorecidos" sabemos tudo o que se passa nesses países, sabemos todas as dificuldades que atravessam, as pessoas que morrem constantemente. Sabemos sim, porque informação não falta, felizmente.
então porque não agimos? porque não fazemos alguma coisa para acabar ou atenuar estes problemas que passam mesmo de frente aos nossos olhos?
porque estamos bem no nosso lar, porque aqui não nos falta nada, temos roupa, temos comida a todo o estante, para quê nos preocuparmos com os outros? os outros afinal são só os outros.

Este video demonstra um pouco essa realidade e os contrastes entre os "favorecidos" e os "fesfavorecidos"
enquanto que uns comem até ter problemas e disturbios alimentares, outros morrem por nem um grão de arroz têm para comer. enquanto uns podem se deliciar numas novas sapatilhas da Nike, outros usam as garrafas plásticas para se materem de pé.

é pena ver estas pessoas a morrerem à fome, mas o que mete mais pena é ver que toda a gente sabe que estes problemas exitem e simplesmente viram a cara para o lado. afinal de contas não são eles que estão a morrer à fome pois não? então para quê preocupar?

A VIDA É MESMO INJUSTA....