sábado, 24 de janeiro de 2009

Fim das actividades lectivas para o 11.º e 12.º anos foi antecipado para 05 de Junho

O fim das actividades lectivas para o 11.º e 12.º anos foi antecipado para 05 de Junho, devido à necessidade de concluir o processo de exames antes das férias, anunciou hoje o Ministério da Educação. Em despacho publicado quinta-feira, em Diário da República, a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, determinou que as aulas do 11.º e 12.º anos terminem a dia 05 de Junho, uma quinta-feira, em vez de dia 09 do mesmo mês, uma terça-feira, para que o processo de exames nacionais de acesso ao ensino superior esteja concluído antes das férias de Verão. A primeira fase dos exames do 11.º e 12.º anos inicia-se a 18 de Junho. Para os restantes anos de escolaridade, o ano lectivo acaba a partir de dia 19 de Junho. O objectivo da antecipação do final do ano lectivo no 11.º e 12.º anos, segundo o despacho, é "conciliar os interesses das famílias dos alunos com os decorrentes da organização das escolas, o exercício do direito às férias dos diversos intervenientes nas actividades escolares e a necessária celeridade do processo de acesso ao ensino superior". O Ministério da Educação diz ter tido também em conta os "constrangimentos que derivam das datas dos feriados nacionais" para alterar a data de encerramento do ano lectivo.

2 comentários:

Telmo disse...

Ainda bem que o Professor pôs este despacho da Ministra da Educação no Blog.

Eu não sabia , e é sempre bom saber que as aulas vão terminar mais cedo :) , assim temos mais tempo para estudar para os exames nacionais.

No meu caso, vou ter exame nacional a Economia A e Geografia A ( são disciplinas bi-anuais, ou seja estas duas disciplinas só ficam concluídas com sucesso quando passarmos nos exames).

Telmo Conceição
11ºI

Fábia disse...

Concordo plenamente com o telmo, saber que as aulas vão terminar mais cedo e sempre bom...
(não tão bom secalhar e termos de estudar para os exames :S).

Considero esta medida positiva para ambas as partes ou seja não só para nós alunos (que teremos mais tempo para estudar) mas também para os professores, pois grande parte das férias de alguns são passadas nas escolas a corrigir exames nacionais o que não deve ser nada agradável .

Fábia Sousa
11º I