quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Os Simpsons fazem hoje 20 anos


Na verdade, quem faz 20 anos hoje é a série de televisão, porque as personagens foram criadas dois anos antes. Segundo a lenda, os Simpsons, começaram por ser rabiscos num guardanapo que Matt Groening fez em 1987, enquanto esperava para ter uma reunião com os executivos da Fox. Do guardanapo passaram para pequenos sketches animados no Tracy Ullman Show e, dois anos depois, foram promovidos para uma série de 20 minutos com nome próprio e em horário nobre nas noites de domingo, de onde os Simpsons nunca mais sairiam.

Os Simpsons aborreciam todos, e, entre a crítica ao americano médio e aos valores familiares que a América reclama como seus, tudo servia como alvo: política, religião, finança, até a própria televisão. George Bush pai, o Presidente em exercício (Barack Obama é o quarto Presidente da era Simpsons), quando os Simpsons apareceram, dizia que a família amarela estava a dar cabo da família americana, e era apoiado nas críticas por Barbara Bush, a primeira-dama, que dizia que os Simpsons eram "a coisa mais estúpida" que já tinha visto. Mas o público norte-americano aderiu e as audiências apareceram, mais o merchandising e o sucesso internacional - ao todo, calcula-se que os Simpsons tenham gerado receitas superiores a três mil milhões de dólares (mais de dois mil milhões de euros).

"O interesse da série está nas pessoas identificarem as personagens. Conseguimos ver as outras pessoas nelas: o nosso chefe é o Mr. Burns; o meu irmão é como o Bart. Mas as pessoas não se revêem nelas", explica Patric Verrone, antigo argumentista da série num artigo do diário britânico TheIndependent. E a verdade é que os Simpsons não se resumem ao patriarca Homer, à mulher de cabelo azul Marge, ao rebelde Bart, à intelectual Lisa e à bebé que nunca fala, Maggie. À volta deles surgiram personagens que encaixam num tipo: o vizinho ultra-religioso (Ned Flanders), o patriarca abandonado (Abe Simpson), o milionário tirano (Monty Burns), o polícia estúpido (Wiggum), o miúdo que bate em toda a gente na escola (Nelson), o indiano dono da loja de conveniência (Apu), o palhaço alcoólico (Krusty). A lista é quase interminável.

Fonte:




Podem ver agora um pequeno vídeo com o título "Homer Evolution". Tem piada ver como se processou a evolução da vida humana personificada em Homer Simpson.



2 comentários:

Mafaldinha disse...

Fazem 20 anos! Mas por mim ainda comemorariam muitos mais! Sou fã dos Simpsons mas sou principalmente do Homer, por caracterizar fielmente o típico HOMEM da sociedade ocidental (não faz nada da vida, senta no sofá e vê tv)! :D Embora que a sociedade esteja a mudar (nomeadamente o papel do homem).

Aproveito para lhe desejar Boas Férias!:D

Leandro disse...

Os Simpsons fazem 20 anos e ainda fazem um grande sucesso e é com imenso gosto que costumo acompanhar esta série na FOX. Desde Homer Simpson que é amante da televisão da cerveja e do sofá, a famosa Lisa intelectual até mesmo ao rebelde Bart ou Mr Burns o ganancioso sem escrúpulos...Todos são os responsáveis por este sucesso da Fox com um grande sentido de humor...

Djalme Lopes