terça-feira, 13 de maio de 2008

Barcelona começou a ser abastecida com água de navio-cisterna

Um primeiro navio-cisterna com água potável chegou hoje a Barcelona para abastecer a população, numa altura em que a Catalunha atravessa uma situação de seca grave, anunciaram as autoridades regionais em comunicado.
O “Sichem Defender”, com 19 mil metros cúbicos de água, é o primeiro de seis navios-cisterna que vão fornecer água aos habitantes de Barcelona durante, pelo menos, os três próximos meses. Em caso de necessidade, os contratos com estas companhias serão renovados. Os navios - dois de Marselha, dois do canal de Provença e dois de Tarragona – têm uma capacidade que varia entre os 19 mil e os 42 mil metros cúbicos de água.Dois navios-cisterna provenientes de Marselha chegarão a Barcelona na quinta-feira e na segunda-feira. Este plano de abastecimento, com um custo mensal de 22 milhões de euros, faz parte das medidas de urgência decididas pelo governo regional catalão para fazer face à grave seca que está a afectar a região. Os navios vão realizar um total de 63 viagens por mês. Assim, Barcelona vai receber, por mês, 1.660 mil metros cúbicos de água, ou seja, seis por cento do consumo dos 5,5 milhões de habitantes da cidade e dos arredores. O Governo espanhol autorizou, a 18 de Abril, a construção de uma canalização, por 180 milhões de euros, entre Tarragona e Barcelona, para encaminhar para a capital catalã a água do rio Ebro.“Se não fizermos nada e se não chover, cinco milhões de habitantes da região de Barcelona não terão água para beber em Outubro”, comentou a vice-Presidente do Governo, Maria Teresa Fernandez de la Vega.



Fonte: AFP em http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1328627&idCanal=92 (13/05/08)

1 comentário:

Rute Cruz disse...

A escassez de água é sem dúvida, um dos mais graves problemas dos nossos dias. Afecta já muitas regiões do mundo, que nos parecem sempre muito distantes de , e por isso pensamos sempre que o problema nunca chegará com tanta intensidade até nós. Mas na verdade, pode chegar sim, e bastante perto. É assustador encararmos a realidade vivida actualmente em Barcelona, a segunda maior cidade do nosso país vizinho.
A água é um dos bens mais essenciais à viva, o que quer dizer que não conseguimos sobreviver sem ela. Assim temos de pensar devidamente quando utilizamos a água de uma forma desnecessária e não cuidada, estando dessa forma também a encurtar a nossa própria vida e ainda mais a vida dos nossos descendentes que merecem que utilizemos os recursos de forma sustentável para que eles também possam usufruir dos mesmos. Cada vez mais temos de ter esta consciência, pois se assim não for, o problema tomará proporções impossíveis de se resolver.